VERSÃO do poema The Road Not Taken – Robert Frost

Desculpem meus amigos, entendidos da língua, se minha versão não lhes parece muito exata. Mas tem muito da minha interpretação deste poema aqui e foi feito sem muita análise, apenas “a olho nu”.

The road not taken
A ESTRADA NÃO TOMADA

Two roads diverged in a yellow wood,
DUAS ESTRADAS SE DIVIDIAM EM UM BOSQUE AMARELADO
And sorry I could not travel both
MAS, QUE PENA, NÃO PODIA SEGUIR NAS DUAS
And be one traveler, long I stood
E ESTANDO SOZINHO, POR UM LONGO TEMPO PERMANECI ALI
And looked down one as far as I could
OLHEI O MAIS LONGE QUE PUDE
To where it bent in the undergrowth;
ATÉ ONDE SUMIA A VISTA

Then took the other, as just as fair,
ENTÃO TOMEI A OUTRA, TÃO LINDA QUANTO
And having perhaps the better claim
QUE TINHA TALVEZ UMA PROPOSTA MAIS BELA
Because it was grassy and wanted wear,
PORQUE ESTAVA MAIS GRAMADA, DESEJAVA MEUS PÉS
Though as for that the passing there
APESAR DE ATÉ ALI O CAMINHO DAS DUAS
Had worn them really about the same,
AS MANTINHA REALMENTE BEM PARECIDAS

And both that morning equally lay
E NAQUELA MANHÃ AS DUAS IGUALMENTE SE MANTINHAM
In leaves no step had trodden black.
SEM PEGADAS MARCADAS NAS FOLHAS
Oh, I marked the first for another day!
OH, DEIXEI A PRIMEIRA PARA OUTRO DIA!
Yet knowing how way leads on to way
AINDA SABENDO QUE CAMINHOS LIGAM CAMINHOS
I doubted if I should ever come back.
DUVIDEI SE VOLTARIA ALGUM DIA.

I shall be telling this with a sigh
DEVO ESTAR CONTANDO ISTO COM UM SUSPIRO
Somewhere ages and ages hence:
EM ALGUM LUGAR DAQUI A TEMPOS E TEMPOS
Two roads diverged in a wood, and I,
DUAS ESTRADAS SE DIVIDIAM EM UM BOSQUE, E EU,
I took the one less traveled by,
EU TOMEI AQUELA MENOS USADA
And that has made all the difference.
E ISTO FEZ TODA A DIFERENÇA.


Anúncios

Pororoca

Não quero ser parte do mar

não quero ser como ondas

que sempre sempre sempre

vem vão vem vão vem vão

Não quero ser como água do rio

doce, suave ou cachoeira

que na sua ida, incandeia

mas não é mais que do rio então

Mas quero ser como no encontro

entre estas duas águas

Rio e Oceano

em que o doce e o salgado

se cruzam

e transformam ambos em

nenhum, em um só

Quero ter a força destas águas

E a inigualável, estrondosa onda

que invade o mar,

que se mistura com o rio

e fazem, juntos a maior expressão

de amizade e união.