Amar a Deus acima de tudo

Hoje aprendi algo que pode mudar o mundo de quem quer mudar o mundo e trabalha para isto.
Lendo o livro do autor Bob Sorge, ‘Segredos do lugar secreto’ aprendi que nem sempre colocamos em primeiro lugar nas nossas vidas quem realmente merece e, às vezes, confundimos seus dois maiores mandamentos:
1. Amarás o senhor Teu Deus de toda tua alma
2. Amarás o próximo como a ti mesmo
Nós, que procuramos amar ao próximo, muitas vezes, sem perceber, colocamos este “fazer” na frente do primeiro mandamento, e por isso, enfraquecemos e até mesmo perdemos o ministério. Mas como isso acontece?


O autor usa a metáfora de abastecer o carro. Ele diz que vai ao posto de gasolina “abastecer” porque é obrigado, mas o que ele na verdade gosta é de “dirigir”. Quando perdemos o foco, não buscamos mais a Deus por amor à sua Presença, mas para nos “abastecer” e “dirigir” nosso ministério, ou fazermos pelos outros, apenas vamos até Deus para nos “abastecer” quando na verdade Ele quer intimidade, comunhão, amor sincero.
Bob Sorge se refere ao livro de Apocalipse:
“Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos, e o não são, e tu os achaste mentirosos.
E sofreste, e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste.
Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.”  Apocalipse 2:2-4
O primeiro amor da nossa vida tem que ser Deus. Perceba que a igreja de Éfeso não abandonou a obra, mas deixou seu primeiro amor, deixou de estar diante de Deus para amá-lo, apenas fazia sua obra, colocou o segundo mandamento em primeiro lugar.
Não vamos continuar a fazer isto! Precisamos ser conhecidos por Deus para sermos salvos, afinal, não são os que O conhecem que serão salvos, mas sim aqueles que são conhecidos por Ele!
“Senhor, Senhor, abre-nos. E ele, respondendo, disse: Em verdade vos digo que vos não conheço.” 
Mateus 25:11-12
Portanto, vá agora para um lugar secreto e busque-O, que em secreto vocês vão se encontrar.
“Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.” Mt 6:6

Não ler a bíblia por um mês

Não ler a Bíblia por um mês?

Essa foi a ideia maluca lançada sobre a mesa durante nossa reunião de pastores e obreiros um par de noites atrás. Nós estávamos falando sobre como as pessoas de quem lemos na Bíblia não tinham a Bíblia para ler todos os dias, nem igreja para frequentar toda semana, e muitos como Abraão e Noé e José não tinham sequer um profeta para orientá-los.

E ainda assim, eles se saíram muito bem no departamento da fé.

Em contraste, apesar de que hoje as pessoas têm acesso a todo tipo de apoio espiritual e recursos cristãos, ainda assim a fé delas é tão fraca e confusa.

A diferença é simples:

As pessoas de fé da Bíblia eram praticantes do pouco que sabiam sobre Deus. Mas as pessoas que carregam a Bíblia hoje em dia estão apenas engordando com o conhecimento dela, o qual não exercitam.

Então a surgiu a ideia, que afinal não parece tão louca assim:

E se você decidisse não pegar na sua Bíblia durante um mês e, ao invés de lê-la, apenas colocasse em prática o que você já conhece dela mas ainda não pratica?

Os resultados poderiam surpreendê-lo…

P.S. Quer irritar alguns religiosos? Espalhe essa mensagem por aí e se prepare para as reações…

Bp Renato Cardoso

O problema está na raiz…

Muitas vezes lutamos contra algo por muito tempo sem sucesso. Buscamos a solução em diversos lugares, de todas as formas, fazemos tudo o que nos dizem para fazer: e nada!

Quando você se depara com algo assim, é certo que há uma raiz, uma origem, um ponto que mantém alimentando este problema. E este mal está na raiz. Mas onde está a raiz?

Está em você. Sim, você é a raiz. Não, você não é o problema. Mas a solução para ele está em você. Basta olhar bem fundo e você vai encontrar s raiz deste mal. Às vezes está em algo guardado do seu passado, às vezes pode estar em uma mágoa, um ressentimento, um arrependimento, uma atitude errada que gerou consequências. Enfim, pode estar em algum lugar, em você.

Agora que você já sabe disto, não é bom permanecer com esta raiz ruim ou com um problema na sua raiz. Vamos cortar o mal pela raiz! Agir contra isto e lutar.

Quer saber como vencer este problema?

Quer saber qual é a sua raiz má ou onde na sua raiz está o problema?

Então te dou uma dica:

Cenáculo do Espírito Santo.

Acesse: http://www.iurdtv.com

Descubra ali como encontrar esta raiz.

4° Dia do Jejum de Daniel

“…mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, Esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que Vos tenho dito.” (João 14.26)

Hoje foi muito bom. Entendi o propósito e Deus, na verdade toda a frieza não é isso que eu vejo, mas ele está próximo de mim este tempo todo! E eu não o queria perceber. Sim, não queria, porque negava isso. Que louca! Agora sei que posso ajudar e quero realmente ajudar mais as outras pessoas porque a minha vida é do Mestre, já estou lavada e remida no sangue do meu Senhor Jesus! Mãos à obra! O Espírito Santo me preenche neste momento. Aleluia! É só eu o chamar!

3° Dia do Jejum

Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi guiado pelo mesmo Espírito, no deserto…” (Lucas 4.1)

Foi um dia de busca, de compreensão e de deserto. Foi como se viesse à tona todas as lutas e o peso delas. Nestas horas amigos da fé são importantes… Difícil se manter em espírito de oração durante o dia, mas acho que consegui. Mas ainda não estou satisfeita, eu quero mais.