Servir. Palavra que ninguém quer na sua vida

Olá, como está?

Hoje tô passando pra escrever sobre algo que faz tempo queria registrar que é minha experiência com este verbo: servir.

Quando comecei a participar dos cultos na minha igreja e ouvia o Pastor falando em servir eu não entendia bem o que significava mas eu já tinha um pré conceito acerca desta palavra, afinal ninguém se imagina segurando uma bandeja para que outros relaxem e aproveitem a manhã, nossa imaginação sempre nos coloca deitados em um divã com alguém nos dando uvas na boca e abanado com uma gigantesca pena suave.

Mas na igreja eu ouvia muito esta estranha palavra, e apenas a ignorava, como fazemos com tudo que conheço nosso mundinho. Até que eu tive uma experiência com Deus e comecei a querer servi-Lo. 

Mas servir a Deus é majestoso, divino, sábio. Enfim, todos querem servir a alguém maior, mais poderoso, com mais autoridade e poder para te beneficiar em algum momento por aquele serviço prestado. Mas comecei a me dar conta que o ensinamento era que deveríamos servir uns aos outros. Como?

Nunca entendi muito bem o que significa servir, como disse anteriormente. Muitos pensam que é apenas fazer algum serviço ou um bem a outra pessoa.  Mas eu aprendi vendo que não era bem isso.

Conheci pessoas nestes últimos anos que me fizeram rever meus conceitos.Algumas me fizeram até pensar que não vivo em nada os conceitos cristãos de ajudar ao próximo e se doar, do tanto que vi estas pessoas dando o melhor de si por alguém que nem conhecem. É isso me inspirou a querer aprender a servir. Não a prestar um serviço. Servir. Isso inclui fazer com amor e o seu melhor, se dispor com alegria. Então comecei a orar pedindo a Deus: me ensina a servir.

Qual foi minha surpresa quando descobri que estava grávida há dois meses.

Ali eu percebi que minha vida se tornaria em função daquele serzinho, minha vontade, meus objetivos, meu querer, tudo traria aquela pessoinha como motivador dá minha decisão. A começar pela alimentação que mudei primeiramente em função dá saúde dela.Fazend

De lá para cá venho aprendendo o que é servir. Planejar seu dia incluindo as necessidades daquela pessoa, não saber mais a hora que vou fazer meu ritual de dormir ( o que antes para mim era sagrado), não comer enquanto ela não está bem ou comer rápido sem disffrutar a comida (comer frio, comer as sobras, comer sem vontade). Mas tudo isso sem sentir nada contra aquela pessoa, ou chefe. Fazendo sempre com alegria.

Servir é isso. É fazer de todo coração sem se preocupar com as condições, apenas focado no bem estar de quem é servido.

Hoje eu já consigo me ver com a bandeja na mão, segurando as uvas com alegria ou abanando feliz de ver aquela pessoa bem. E hoje vejo que apenas pessoas de valor são capazes de servir. As pessoas fúteis não são capazes de perceber a grandeza deste ato.

Não será assim entre vós;  mas todo aquele que quiser, entre vós, fazer-se grande, que seja vosso  serviçal;  e qualquer que, entre vós, quiser ser o primeiro, que  seja vosso  servo,  bem como o Filho do Homem não veio para ser servido,  mas para servir e para dar a sua vida em resgate de muitos.

Mateus 20:26‭-‬28 ARC

Você acredita em Deus baseado em quê?

Imagem

Professor: Você é cristão, filho?

Aluno: Sim, senhor.

Professor: Então, você acredita em Deus?

Aluno: Absolutamente, senhor.

Professor: Deus é bom?

Aluno: Claro!

Professor: Deus é todo poderoso?

Aluno: Sim.

Professor: Meu irmão morreu de câncer, embora ele orasse a Deus para curá-lo. A maioria de nós tentaria ajudar outras pessoas que estão doentes. Mas Deus não o fez. Como isso é um bom Deus, então? Hmm?

(Estudante ficou em silêncio.)

Professor: Você não pode responder, não é? Vamos começar de novo, meu rapaz. Deus é bom?

Aluno: Sim.

Professor: E Satanás é bom?

Aluno: Não.

Professor: De onde é que Satanás vem?

Aluno: A partir de… DEUS.

Professor: Isso mesmo. Diga-me, filho, existe o mal neste mundo?

Aluno: Sim.

Professor: O mal está em toda parte, não é? E Deus fez tudo. Correto?

Aluno: Sim.

Professor: Então, quem criou o mal?

(Estudante não respondeu.)

Professor: Existe doença? Imoralidade? Ódio? Feiura? Todas estas coisas terríveis existem no mundo, não é?

Aluno: Sim, senhor.

Professor: Então, quem as criou?

(Estudante não tinha resposta.)

Professor: A ciência diz que você tem 5 sentidos que usa para identificar e observar o mundo ao seu redor. Diga-me, filho, você já viu DEUS?

Aluno: Não, senhor.

Professor: Diga-nos se você já ouviu o seu Deus?

Aluno: Não, senhor.

Professor: Você já sentiu o seu Deus, provou o seu DEUS, cheirou o seu Deus? Alguma vez, você já teve qualquer percepção sensorial de DEUS?

Aluno: Não, senhor. Desculpe-me, mas eu não tive.

Professor: Mas você ainda acredita nEle?

Aluno: Sim.

Professor: De acordo com o protocolo empírico, testável, demonstrável da Ciência, o seu Deus não existe. O que você acha disso, filho?

Aluno: Nada. Eu só tenho a minha fé.

Professor: Sim, fé. É com isso que a Ciência tem problema.

Aluno: Professor, existe tal coisa como o calor?

Professor: Sim.

Aluno: E existe tal coisa como o frio?

Professor: Sim.

Aluno: Não, senhor. Não há.

(O auditório ficou muito quieto com essa sucessão de eventos.)

Aluno: Professor, o senhor pode ter muito calor, e ainda mais calor, superaquecimento, calor branco, pouco calor ou nenhum calor. Mas não temos nada que se chame frio. Podemos atingir -236 graus abaixo de zero, que não é calor, mas não podemos ir mais longe que isso. O frio não existe. Frio é apenas uma palavra que usamos para descrever a ausência de calor. Não podemos medir o frio. O calor é energia. Frio não é o oposto de calor, senhor, apenas a ausência dele.

(Havia silêncio no auditório.)

Estudante: E sobre a escuridão, Professor? Existe tal coisa como a escuridão?

Professor: Sim. O que é noite, se não existe a escuridão?

Estudante: O senhor está errado novamente. A escuridão é a ausência de algo. Você pode ter pouca luz, a luz normal, luz brilhante, luz piscante. Mas se você não tem luz, constantemente, você não tem nada, e isso é chamado de escuridão, não é? Na realidade, não é. Se isso fosse correto, você seria capaz de fazer mais escura a escuridão, não seria?

Professor: Então, a qual ponto você quer chegar, rapaz?

Aluno: Senhor, o meu ponto é que a sua premissa filosófica é falha.

Professor: Falha? Você pode explicar como?

Aluno: Professor, o senhor está trabalhando na premissa da dualidade. O senhor argumenta que há vida e há morte, um Deus bom e um Deus mau. O senhor está vendo o conceito de Deus como algo finito, algo que podemos medir. Senhor, a Ciência não pode explicar um pensamento. Ela usa a eletricidade e o magnetismo, mas nunca os viu, muito menos, completamente, compreendeu qualquer um deles. Ver a morte como o oposto da vida é ser ignorante do fato de que a morte não pode existir como algo substantivo.
A morte não é o oposto da vida: apenas a ausência dela. Agora diga-me, Professor, você ensina a seus alunos que eles evoluíram de um macaco?

Professor: Se você está se referindo ao processo evolutivo natural, sim, claro, eu faço.

Estudante: Você já observou a evolução com seus próprios olhos, senhor?

(O professor balançou a cabeça com um sorriso, começando a perceber para onde o argumento estava indo.)

Estudante: Como ninguém jamais observou o processo de evolução em trabalho e não pode sequer provar que este processo é um empreendimento em curso. Você não está ensinando a sua opinião, senhor? Você não é um cientista, mas um pregador?

(A classe estava em alvoroço.)

Aluno: Existe alguém na classe que já viu o cérebro do professor?

(A classe explodiu em gargalhadas.)

Aluno: Existe alguém aqui que já ouviu o cérebro do professor, sentiu, tocou ou cheirou? Ninguém parece ter feito isso. Assim, de acordo com as regras estabelecidas de protocolos empíricos, estáveis e comprovados, a Ciência diz que você não tem cérebro, senhor. Com todo o respeito, senhor, como confiar em suas palestras?

(A sala ficou em silêncio. O Professor olhou para o aluno, com o rosto insondável.)

Professor: Eu acho que você vai ter que tomá-las pela fé, filho.

Aluno: É isso, senhor … Exatamente! O elo entre o homem e Deus é fé. Isso é tudo o que mantém as coisas vivas e em movimento.

(Autor Desconhecido)

Fé: Como e onde conseguir?

Todos nós temos a capacidade de ter fé: é inerente ao ser humano. Acontece que devido a algumas situações na vida da gente esta capacidade fica limitada pelas dúvidas, medos, inseguranças que surgem como uma grande nuvem negra tapando o sol da esperança e da fé.

Quando estamos cegos, e tudo à nossa volta é contrário, onde é possível renovar aquela fé inocente e pura, que carregávamos no início da caminhada?

Existe um segredo para isto, que só quem pensa pode conseguir. Aliás, a fé é algo que vem da mente, e não do coração como muitos pensam. Não precisamos sentir nada para ter fé, precisamos apenas ter certeza de que o que acreditamos vai se realizar.

Por exemplo, uma pessoa está doente e sente constantes dores mas quer a cura. Se ela tem uma fé sólida e pura, mesmo que seu objetivo não se realize imediatamente, ela não deixa de acreditar que vai se livrar da sua doença mesmo que a dor insista em aparecer.

Uma jovem que sonha em conhecer o amor da sua vida e construir uma família. Mesmo que isto esteja demorando (aos seus olhos) e ela se sinta sozinha muitas vezes, ela tem certeza que um dia isto irá acontecer e vai encontrá-lo, não o príncipe encantado da historinhas, mas um homem de caráter, com defeitos, mas disposto a encarar o desafio de construir um relacionamento juntos.

Talvez, ao ler estes exemplos você pense: “pois é, eu já fui assim, mas luto há tanto tempo contra esta doença que já não vejo mais saída e nem acredito mais na cura, quero acreditar mas não consigo.”

“Eu já me desiludi tantas vezes com pessoas que acreditei serem de caráter, que hoje não consigo crer que há alguém assim no mundo, quero crer, mas minha experiência não deixa”

Você precisa conseguir fé.

Vou te ensinar um segredo especial, um local acessível a todos, absolutamente todos que pensam, não os que sentem, mas pensam, agem com a razão (porque  ter fé requer isso). Mas esteja pronto, talvez você já sabia onde conseguir fé mas já não se lembra mais.

O segredo está no final deste post.

De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus. Rom 10:17

Homens que mudaram o mundo: Martin Luther King, Jr

Martin é conhecido pela sua luta pelos direitos dos negros na sociedade americana. Apesar de estar em um ambiente totalmente contrário ao “seu sonho”, ele não desistiu de lutar por aquilo que desejava.

Ele era um simples pastor, mas se tornou símbolo de uma causa. Ele não olhou para a dificuldade e enxergou não ser capaz de solucionar, mas ao contrário, ele mudou a forma como os outros viam a causa com seu discurso de luta pacífica e perseverante.

Veja algumas frases dele:

“É melhor tentar e falhar, que preocupar-se e ver a vida passar.
É melhor tentar, ainda que em vão que sentar-se, fazendo nada até o final.
Eu prefiro na chuva caminhar, que em dias frios em casa me esconder.
Prefiro ser feliz embora louco, que em conformidade viver”

“O que vale não é o quanto se vive…mas como se vive..”

“Suba o Primeiro degrau com fé. Não é necessário que você veja toda a escada. Apenas dê o primeiro passo.”

Fonte das frases: http://pensador.uol.com.br/autor/martin_luther_king/

Grandes obstáculos, grandes nomes

Grandes homens da história e da atualidade se assemelham em uma característica comum: venceram grandes adversidades.

Quando digo “grandes adversidades” não me refiro a problemas comuns, mas aqueles em que ninguém consegue ver saída, que para  as outras pessoas é algo insolúvel, e que muitas outras já tentaram mas não conseguiram achar uma solução.

Vou apresentar aqui histórias de homens que mudaram o mundo, através de atitudes que se tornaram uma saída que ninguém mais achou. Eles se tornaram diferentes e tiveram os seus nomes marcados. Mas antes disso já queria que você pensasse na sua própria vida e se perguntasse sobre suas adversidades.

Você está diante de situações onde ninguém mais gostaria de estar?

Você enfrenta desafios ou se sente desafiado por alguma condição que exige de você uma mudança total de postura?

Você está disposto para mudar o mundo?

Então você é um grande candidato a se tornar um destes grandes nomes que vou apresentar a partir de hoje.

Continue acompanhando.

Os números de 2011

O WordPress.com prepararou um relatório para o ano de 2011 deste blog.

Aqui está um resumo:

A sala de concertos da Ópera de Sydney tem uma capacidade de 2.700 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 9.700 vezes em 2011. Se fosse a sala de concertos, eram precisos 4 concertos esgostados para sentar essas pessoas todas.

Clique aqui para ver o relatório completo