What´s up?

Oh shit, Oh shit, Oh shit
They ain’t ready for this?
Oh shit
Oh
It’s me, Fergie Ferg
The Pen!
Polo!
Fergie Ferg, what’s up baby?

(verse 1)
When I come to the club, step aside.
Part the seas, don’t be havin me in the line.
V.I.P. cause you know I gotta shine.
I’m Fergie Ferg and give me love you long time

All my girls get down on the floor,
Back to back, drop it down real low.
I’m such a lady, but I’m dancin’ like a ho,
Cause you know I don’t give a fuck so here we go

(chorus)
How come every time you come around,
My London, London bridge, wanna go down, like
London, London, London, wanna go down, like
London, London, London, be going down, like

How come every time you come around,
My London, London bridge, wanna go down, like
London, London, London, wanna go down, like
London, London, London, be going down, like

(bridge)
Now as the drinks start pouring,
And my speech start slurring,
Everybody start looking real good. Oh shit!
(…)

Entendeu o que quer dizer esta letra? Tem tudo a ver com você não é?

Que tal esta música então:

This was never the way I planned
Not my intention
I got so brave, drink in hand
Lost my discretion
It’s not what I’m used to
Just wanna try you on
I’m curious for you
Call my attention

I kissed a girl and I liked it
the taste of her cherry chapstick
I kissed a girl just to try it
I hope my boyfriend don’t mind it
It felt so wrong
It felt so right
Don’t mean I’m in love tonight
I kissed a girl and I liked it
I liked it…

I kissed a girl – Kate Perry

Bom, se você se identifica, aí está clara a sua opção.

Muitos de nós curtimos uma boa música com uma melodia interessante, boa para mexer o corpo e fazer nossa mente fluir com o som. Mas, na maioria das vezes, nem nos importamos com o que diz a letra. Estas músicas são exemplos em inglês, uma língua até bem conhecida por pessoas no mundo todo e que permite acesso fácil à tradução. Se digitar os nomes destas músicas no Google, logo vem o link da letra traduzida. A pergunta é: por que ouvimos uma música e cantamos, mesmo com alguns erros da língua, mas não damos atenção ao que dizemos?

Que tal este exemplo em português:

Malandro é malandro
Mané é mané
Aí doutor esse malandro é de verdade
Não sobrou nem a beata
Não tem flagrante porque a fumaça já subiu pra cuca diz aí
Não tem flagrante porque a fumaça já subiu pra cuca
Deixando os tiras na maior sinuca
E a malandragem sem nada entender
Os federais queriam o bagulho e sentou a mamona na rapaziada
Só porque o safado de antena ligada ligou 190 para aparecer
Já era amizade
Quem apertou, queimou já está feito
Se não tiver a prova do flagrante nos altos do inquérito fica sem efeito diga lá 2x
Olha aí, quem pergunta quer sempre a resposta
E quem tem boca responde o que quer
Não é só pau e folha que solta fumaça
Nariz de malandro não é chaminé
Tem nego que dança até de careta
Porque fica marcando bobeira
Quando a malandragem é perfeita ela queima o bagulho e sacode poeira
Se quiser me levar eu vou, nesse flagrante forjado eu vou
Mas na frente do homem da capa preta é que a gente vai saber quem foi que errou
Se quiser me levar eu vou, nesse flagrante forjado eu vou
Mas na frente do homem que bate o martelo é que a gente vai saber quem foi que errou.

Não tem flagrante
Não tem flagrante porque a fumaça já subiu pra cuca diz aí
Não tem flagrante porque a fumaça já subiu pra cuca
Deixando os tiras na maior sinuca
E a malandragem sem nada entender
Os federais queriam o bagulho e sentou a madeira na rapaziada
Só porque o canalha de antena ligada ligou 190 para aparecer

Já era amizade
Quem apertou, queimou já está feito
Se não tiver a prova do flagrante
nos altos do inquérito fica sem efeito 2x

(…)

Se ler bem, a música faz total apologia a uma prática muito condenada em nossa sociedade. É claro, ninguém é obrigado a rejeitar, pois afinal, há quem viva nestes parâmetros, mas e você,  que ouve e não julga o que está entrando na sua mente? Simplesmente absorve tudo que a mídia publica e diz: ‘Aí, maluco, essa parada é maneira’. Tudo que chega você aceita e não analisa com olhar crítico, não estabelece seus conceitos, não define quem você é, mas aceita que digam quem você tem que ser.

Nós, jovens, precisamos ter consciência, atitude e principalmente capacidade crítica. aqueles que aceitaram seguir um Caminho, principalmente, tem que ser críticos e não deixar-se dominar por conceitos estabelecidos por terceiros. Você faz a sua identidade, você decide quem você é e tem total responsabilidade por sua vida. Mas falta consciência disto a alguns. A maioria quer apenas ser aceito na escola, no cursinho, no trabalho. Quer se sentir parte do todo. Mas você esquece que não é mais um, você é um escolhido.

Com esta atitude, sua vida vai se adequando, sua diferença em relação aos outros diminui, e você se torna mais um.

Seja diferente, faça escolhas. Não deixe os outros escolherem por você.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s